Entre em contato

|

Siga-nos nas redes sociais

Stela | Resina Composta Autopolimerizável

Características
do Stela | Resina Composta Autopolimerizável

O que é a stela?

Stela é um compósito autopolimerizável inovador de alto desempenho. Stela oferece profundidade de polimerazação ilimitada e polimerização de baixa tensão de contração com interface sem falhas. Não precisando de condicionamento ácido ou de fotopolimerização.

Stela alcança suas propriedades inovadoras por meio de uma combinação personalizada de monômeros de resina sem BPA, carregamento otimizado de ionglass™ (vidro híbrido bioativo patenteado pela SDI) e nanopartículas especialmente modificadas na superfície por sílica amorfa. As excelentes propriedades mecânicas da Stela vêm de uma reação de polimerazação rápida. Os monômeros Stela formam cadeias poliméricas e, simultaneamente, essas cadeias são rápidas e densamente reticuladas umas com as outras, formando uma teia complexa que liga fortemente as partículas de ionglass™ e a sílica amorfa, resultando em um material restaurador forte e resiliente.

O sistema inovador Stela de polimerazação rápida é devido a um sistema inovador de iniciação à base de hidroperóxido que é livre de amina terciária. Isso garante características de configuração de polimerização acelerada, boa estabilidade de cor e uma excelente taxa de conversão.

Depois de polimerizada, a matriz da Stela oferece resistência e durabilidade consistentes e confiáveis para todas as restaurações. O processo simples de duas etapas minimiza os erros do operador e a sensibilidade do paciente, sem a necessidade de condicionamento ácido prévio ou fotopolimerização. Stela é a solução para todas as suas necessidades clínicas.

Stela está disponível em dois sistemas de apresentação: Cápsula Stela e Seringa de automistura.

indições de uso

POLIMERIZAÇÃO
POR FOTOATIVAÇÃO

VS

POLIMERIZAÇÃO DO
SISTEMA
STELA

FALHAS MARGINAIS

A polimerização por LEDs resulta em tensão de contração ao longo das interfaces mais profundas, resultando em microfalhas.

COMPÓSITO NÃO POLIMERIZADO

Os compósitos não podem ser fotoativados. Se uma restauração estiver em angulação de difícil acesso, o compósito não polimerizado pode falhar prematuramente.

SENSIBILIDADE

Compósito não polimerizado, microfalhas, técnicas de múltiplas etapas e tempo prolongado na cadeira colocam os pacientes em maior risco de sensibilidade pósoperatória.

LIMITE DE PROFUNDIDADE

A maioria dos compósitos são limitados a 2mm de profundidade de polimerização. Restaurações mais profundas requerem maior tempo pela necessidade de vários incrementos.

POLIMERIZAÇÃO SEM TENSÃO DE CONTRAÇÃO

O compósito Stela polimeriza mais rapidamente ao longo das paredes ao entrar em contato com o Primer Stela. Esta sequência de polimerização proporciona uma restauração sem falhas.

SEM COMPLICAÇÕES DE POLIMERIZAÇÃO COM LED

Sem um feixe colimado, muitas marcas de fotopolimerizadores estarão limitadas em sua capacidade de polimerizar completamente um compósito, em cavidades amplas e profundas de certas restaurações. Stela elimina a necessidade da aplicação do LED e reduz o risco potencial de termos uma resina polimerizada de forma inadequada.

REDUÇÃO DE ERROS TÉCNICOS

Com menos etapas, há menor chances de contaminação e de erros operacionais, proporcionando maior segurança clínica.

PROFUNDIDADE ILIMITADA DE POLIMERIZAÇÃO

Stela é uma nova geração de compósitos que se autopolimeriza em profundidade ilimitada. Isto proporciona total certeza de polimerização em todas as restaurações.

UMA ADESÃO MAIS FORTE
E SEM FENDAS

O Stela apresenta uma tecnologia inovadora que permite uma interface livre de fendas. Ao contrário dos compósitos fotopolimerizáveis padrão, a polimerização da Stela é acelerada ao longo da restauração. Isso permite uma interface livre de fendas, reduzindo a sensibilidade pós operatória e o risco de falha prematura.

INTERFACE DE ADESÃO STELA (AUTOCONDICIONANTE)

Uma microscopia confocal de uma interface da dentina juntamente com a Stela livre de fendas, utilizando o Primer Stela autocondicionante. Observe a profundidade de penetração do Stela Primer (amarelo) dentro dos túbulos dentinários. Taxa de falha pré-teste: 0%
Cavidade preparada e pronta para ser isolada com lençol de borracha.
Imagens: cortesia de Prof Dr Rocio Lazo
Aspecto final após acabamento e polimento

Ótimo para uma ampla gama de indicações clínicas:

– Classe I, II, III e V
– Núcleo de preenchimento
– Base ou proteção
– Selamento de cavidades de acesso endodôntico 

PROFUNDIDADE ILIMITADA
DE POLIMERIZAÇÃO

Stela pertence a uma nova geração de compósitos de auto cura. Por essa razão, garante polimerização em profundidade ilimitada para todas as modalidades de restaurações.

Profundidade
ilimitada de
polimerização

FORÇA
ELEVADA

Stela oferece uma impressionante combinação de resistência à compressão e flexão. Isso se deve, ao avançado sistema iniciador de cura rápida, permitindo conversão eficaz e acelerada dos monômeros em cadeias poliméricas.

Instruções
de Uso

Passo 1

Usando um microaplicador (Points, SDI Limited), aplique Stela Primer nas superfícies da cavidade preparada e nas margens, deixando por 5 segundos antes de soprar suavemente com jato de ar por 2-3 segundos.

Passo 2

Usando a cápsula (ativada por 10 segundos em um misturador, por exemplo, Ultramat, SDI Limited) ou a seringa automisturadora, aplique a Stela na cavidade, preenchendo toda a cavidade em um único passo. Levemente super preencha para garantir bom contato com o Stela Primer nas margens.

Passo 3

Stela polimeriza 4 minutos após a extrusão (ou mistura da cápsula). Limpe a camada inibidora e termine com brocas e spray de água. Opcional: polir com Pasta de Polimento (SDI Limited).
Observação: A cápsula de Stela pode liberar algum pó residual durante o clique inicial do aplicador. Esse pó é inerte, seguro e não afeta o desempenho clínico.

Produtos
Relacionados